terça-feira, 29 de novembro de 2016

Minha nossa senhora, que pedra filosofal

Digam-me cá o que vêem vocês na fotografia:

Agora noutro ângulo e com zoom:

Eu acho que este pedaço de rocha é um milagre, porque ali está uma daquelas imagens medievais de Nossa Senhora com o menino Jesus, tipo aqueles vitrais ou quadros em que se achava normal desenhar o menino Jesus com feições de homem feito. Mas confesso que vejo mais Nossa Senhora do que o menino. Foi instantâneo. Assim que olhei para o calhau vi Maria. Mais milagre é porque sou assim para o ateia.

Ver imagens de faces, corpos, animais e etc. onde eles não existem na realidade chama-se pareidolia e eu sofro disso. Excepto que as pessoas com quem estava concordaram que de facto parece estar ali uma imagem religiosa, por isso não sou a única. Se fosse uma torrada, eu nem ligava ao assunto, porque disso já existe e foi um sucesso. Aliás, Jesus farta-se de aparecer em tudo quanto é comida, como mostra aqui o Buzzfeed.

Mas isto é inédito, porque claramente, com os meus olhos de pareidolia, esta é uma imagem medieval da Virgem Maria. Minha nossa senhora. Há aqui toda uma simbologia disposta à filosofagem. 

Estamos no terceiro calhau a contar do sol. Estamos na terra onde se come muito ba-calhau e onde há o ditado da água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Há aquele dito bíblico do "quem nunca pecou que atire a primeira pedra". Depois também se diz que pessoas que alucinam estão pedradas. Todo este post é uma pedrada no charco, na verdade. Mas esta é uma verdadeira pedra filosofal, a J. K. Rowling que me desculpe.

Alguém que escreva agora uma coisa coerente com isto tudo.

Vanessa

2 comentários:

Hellen Henriques disse...

Haha eu não vejo Nossa Senhora nenhuma na pedra, vejo é um feto de bebe O.o

Beijinhos, Hellen ❤
http://instantesimprovaveis.blogspot.pt/

Vanessa S.S. disse...

Consigo ver que vejas um feto, mas não consigo des-ver a Nossa Senhora. É um calhau muito flexível, estou a ver.

Beijinhos,
Vanessa