sexta-feira, 26 de agosto de 2016

#desafioaceite? Não.

Expliquem-me que diferença no mundo faz uma foto minha a preto e branco no perfil de uma rede social. Que diferença faz em especial no âmbito da luta contra o cancro? #desafioaceite (e "aceito" quando as pessoas não sabem escrever português ou pelo menos não sabem copiar/colar) é uma corrente virtual, mas não daquelas que nos trazem a morte ou o azar se ignorarmos. O azar pode chegar precisamente a quem adere.

Tudo começa com a mensagem: "A função deste desafio é colocares uma foto tua a preto e branco... A corrente humana embora virtual pela luta contra o cancro. Cola a tua e identifica os teus amigos. Desafia-os, tal como fiz contigo". É uma causa nobre, mas também uma forma de atrair os maus da fita da internet.

A Associação de Segurança Internauta espanhola já avisou que esta campanha é falsa e que é uma forma de facilitar o acesso ao email das pessoas. Quem está por detrás disto, não se sabe ainda.

Ao contrário do Ice Bucket Challenge ou o Desafio do Balde de Gelo, esta corrente nada faz, por enquanto, pela luta contra o cancro. Pode, sim, criar sensibilização, mas não está associada a nenhuma organização oficial ou a uma campanha humanitária real. É só mais uma corrente viral, como aquela outra em que as pessoas colavam no perfil uma mensagem porque alegadamente o Facebook ia passar a ser pago e a mensagem as isentava.

Dicas para não cair nestas correntes falsas:
1. Se não forem criadas por organizações reconhecidas, desconfiem.
2. Se forem desafios e correntes sem acções úteis, desconfiem.
3. Se forem virais, desconfiem.
4. Se apelarem aos sentimentos, desconfiem.
5. Se implicarem re-publicar mensagens, desconfiem.
6. Se forem criados sem justificação plausível, desconfiem.
7. Se surgir do nada, desconfiem.

Vanessa

2 comentários:

Vanessa Alves disse...

Se as pessoas querem ajudar,como acham que estão a fazer ao colocarem uma fotografia no facebook, partilhem campanhas sobre a prevenção do cancro, façam voluntariado, etc. Beijinhos e parabéns pelo blog pega monstrinho

Vanessa S.S. disse...

Verdade. Há muitas outras formas. Esta seria a que dá mais trabalho.
Obrigado minha pega-monstra!

Beijinhos,
Vanessa